Slider

[Resenha] Razão e Sensibilidade - Jane Austen

sábado, outubro 28, 2017

amor, janeausten, ellinor, marianne, edwardferrars, editoramartinclaret, resenha, marshmallowcomcafe

John Dashwood herdou uma propriedade do pai e prometeu a ele que ajudaria financeiramente as irmãs e a madrasta a fim de que não passassem por necessidades. No entanto, convencido pela esposa Fany, resolveu que as senhoritas Dashwood não precisariam tanto assim de sua assistência. Ellinor, a mais velha,  notou que a bondade do seu meio-irmão não seria estendida a elas, por isso tratou de procurar um lugar para que ela, as irmãs e a mãe pudessem viver, sobretudo se esse lugar fosse longe da sra. John Dashwood que fazia de tudo para mostrar que era a nova dona da casa em que elas viviam.
Marianne e Margaret eram as mais novas, talvez por causa disso estavam comportando-se de forma hostil em relação a esposa do meio-irmão, só que isso começou a mudar um pouco quando Edward Ferrars chegou e começou a se afeiçoar a Ellinor. Para a tristeza de todas, tiveram que se mudar da casa que estavam e foram morar em Devonshire. Essa situação claramente trouxe novas perspectivas para elas, pois tiveram oportunidade de conhecer novas pessoas e construir um vínculo de amizade, além de conhecerem novos rapazes que vão balançar o coração das mocinhas ao mesmo tempo que elas vivem intensas confusões devido a falta de dinheiro!
"Não é o tempo nem a oportunidade que determinam a intimidade, é só a disposição. Sete anos seriam insuficientes para algumas pessoas se conhecerem, e sete dias são mais que suficientes para outras."
Primeiro, este livro me surpreendeu muito! Afinal, por mais que nós saibamos que isso se trata de um romance, a minha amada Jane Austen provou que uma narrativa bem construída pode causar muitos efeitos inesperados. Com certeza, as reviravoltas dessa história colocaram as pessoas em dúvida se aconteceria ou não as histórias de amor que esperamos, e se essa história seria ou não feliz. Este foi um ponto positivo, pois fiquei até o fim fazendo teorias sobre como tudo terminaria. Outra coisa que me agradou, é que a Jane retrata moças pouco abastadas, por isso você começa a refletir sobre as leis inglesas daquele tempo, e como estas podiam desamparar a mulher quando o homem não estava presente mais, dentre outros pensamentos.
amor, janeausten, ellinor, marianne, edwardferrars, editoramartinclaret, resenha, marshmallowcomcafe

Outro ponto, é que todos os personagens são muito marcantes. As personalidades de cada um serão bem definidas e você vai perceber! O livro não chama razão e sensibilidade por qualquer motivo, a minha conclusão foi que eu sou um pouco de ambos. Há momentos em que sou extremamente racional e em outros sou coração demais! Um detalhe que eu vi que muitas pessoas reclamaram, mas que mais uma vez eu não concordo, é que a história demora para se desenrolar. Eu estava esperando tranquila o momento em que uma treta fosse acontecer sem duvidar de nada, e posso afirmar que não me decepcionei.

Sobre o filme, recomendo que vocês vejam depois de ler o livro, porque há algumas revelações, que na minha singela opinião, foram bem melhor desenvolvidas pela escrita da rainha Jane Austen! O filme é de 1995, o Hugh Grant é um dos mocinhos e fiquei passada por perceber que essa adaptação tem 22 anos! Devo lembrar que essa não é a única versão cinematográfica dessa história e você pode procurar várias outras dando uma pesquisada.
amor, janeausten, ellinor, marianne, edwardferrars, editoramartinclaret, resenha, marshmallowcomcafe

amor, janeausten, ellinor, marianne, edwardferrars, editoramartinclaret, resenha, marshmallowcomcafe

amor, janeausten, ellinor, marianne, edwardferrars, editoramartinclaret, resenha, marshmallowcomcafe



Gente, o que dizer sobre a capa desse livro? Posso dizer que A-M-E-I e estou doida para comprar a edição azul, que tem outras obras da autora! As letrinhas são pequenas, por isso há pessoas que preferem ler em outras versões – não foi algo que me incomodou, mas é sempre bom avisar. Um beijo da Yana.

10 comentários:

  1. O que dizer da minha pessoa que comprou esse livro, começou a ler 3x e não terminou?
    Já sei, sou uma vergonha e estou manchando meu histórico de boa leitora com essa revelação aqui. Mas eu tive meus motivos para abandonar a leitura por tantas vezes. Eu leio no ônibus, indo e voltando da faculdade e, mesmo que o meu livro não seja essa edição linda e maravilhosa de capa dura, ele tem as mesmas 3 histórias, o que faz dele um livro grande e pesado para se carregar na mochila o dia inteiro. Pretendo ler ele nas férias e assim que eu ler e assistir o filme, volto aqui pra te contar o que achei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, é verdade. Eu não li o livro fora de casa, a não ser quando fiz um esforço brutal para ler na Wizard enquanto esperava minha irmã. Mas, com certeza ele é bem pesado e não dá mesmo para ficar carregando por ai! Espero que nas férias você leia!

      Excluir
  2. Aiii miga quero ler! Vou ver se pego nas férias!

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha do livro as fotos ficaram ótimas quero ler ele estou terminando de ler um livro e acho que o próximo com certeza será esse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é um pouco grande, mas amei. Espero que você goste dele também <3

      Excluir
  4. Amei sua resenha. Já comprei este livro nesta edição linda. Espero conseguir ler nas minhas férias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Eu espero de coração que você goste tanto dele como eu gostei, um abraço Aline <3

      Excluir
  5. Nossa eu acho tanto este livro tanto o livro azul lindos! E adoro os filmes desse livro, no caso só vi Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, não sei se o outro livro tem filme, mas só assisti esses e gostei muito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita miga, o outro tem filme sim senhora. E você está intimada a assistir comigo =)

      Excluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan