Slider

[Resenha] O Coração da Esfinge, Colleen Houck

terça-feira, fevereiro 27, 2018



Editora Arqueiro, 2016, 359 páginas, Skoob

“[...] Ele não precisa de um coração físico. Você pode acreditar que o coração é meramente um órgão usado para fazer o sangue circular e bater rapidamente quando alguém se apaixona, mas na verdade o coração é muito mais que isso. É o lugar onde a memória e a inteligência ficam armazenadas. Guardam o que é mais sagrado: o verdadeiro nome de seu dono. ”

Bom, antes de tudo, me sinto na obrigação de dizer que, se você não leu “O Despertar do Príncipe”, acho melhor você parar a leitura dessa resenha por aqui. Pode ver as fotos e ler os quotes, me policiei ao máximo em escolher trechos que não revelassem de mais o que aconteceu no primeiro volume da série. Caso você não conheça esse trabalho da autora, tem resenha dele aqui no blog também!


Então, nossa querida Lily Young está de volta a Nova Iorque depois de (ajudar a salvar a humanidade) sua viagem ao Egito com o cara mais lindo da história, e amor de sua vida, o Príncipe Amon e seus irmãos Asten e Ahrmose. Digamos que a separação deles foi bastante traumática, e agora os três príncipes repousam tranquilos- ou nem tanto- na terra dos mortos, porém o casal continua com uma ligação muito forte, já que antes de partir, Amon deu a Lily o Escaravelho do Coração, e o amuleto os mantinham conectados fortemente. Lily sempre sonhava com Amon e esses sonhos nunca eram tranquilos, o rapaz sempre aparecia exausto, lutando contra várias criaturas e fugindo da famigerada Devoradora, um ser que literalmente devora almas e dá a pessoa uma segunda, e dessa vez definitiva, morte.



É por causa disso que Anúbis a procura. Se Amon morrer pela segunda vez, ele levaria consigo seus irmãos e isso deixaria o Cosmo desprotegido das tentativas de dominação de Seth. Lily resolve embarcar nessa jornada de muito autoconhecimento, aventura, perigo e amor para assegurar que os príncipes retornem para seu descanso milenar, e assim garantir que o universo poderá ser salvo novamente. 

“Num relacionamento normal eu só precisaria emprestar algum dinheiro ao cara, dar uma carona ou ajudar com o dever de casa quando ele se encrencasse. Com Amon eu precisava voar com deusas, me defender dos avanços amorosos de divindades e ser caçada por superferas. Mesmo assim, eu sabia, no fundo do coração, que arriscaria qualquer coisa por ele. A chance de estar de novo com Amon valia cada sacrifício que me pediam.”

Sou muito suspeita pra falar da Colleen. Já disse isso na última  resenha que fiz de um trabalho dela, mas precisei repetir. Dessa vez ela nos mostra uma Lily guerreira, que luta com unhas e dentes, literalmente, para cumprir sua missão e devolver o coração a seu amado. Ela cresceu muito no decorrer da história, antes uma patricinha mimada de Nova Iorque, hoje uma mulher que batalha para proteger os que ama e atingir seus ideais, gostei muito desse aspecto do livro. 



Porém não posso dar 5 estrelas para esse livro por alguns motivos. 
  • O primeiro deles é que, a pesar de achar que Lily uma boa personagem, ela não conseguiu me cativar como a Kelsey, de A Maldição do Tigre, me cativou. Não é que eu amo a Kelsey cegamente, longe disso. Também tive minhas desavenças com ela, mas se eu tivesse que escolher uma protagonista da autora, seria a Kelsey sem dúvidas!
  • Segundo, achei alguns personagens extremamente irritantes, tanto é que eu parei a leitura faltando menos de 100 páginas pro final porque eu simplesmente não entendia o que eles estavam fazendo. 
  • Terceiro, o livro acabou de um jeito que para mim não foi bem fechado. Sabe aquela sensação de “cadê o próximo capítulo?”, mas o próximo capítulo está no outro livro? Pois bem, foi essa a sensação. Acho que algumas coisas poderiam ter sido resolvidas ainda nesse volume. Se isso tivesse acontecido, eu não estaria a ponto de morrer para poder ler A Coroa da Vingança.


Bom, por hora é isso! Você já leu essa história? Já leu a continuação? O que achou? Me conta aí, vai! Boa semana! Esperarei por vocês aqui semana que vem, ok?! Beijocas!

6 comentários:

  1. Oi!
    Eu segui seu conselho e não li infelizmente a resenha, porque não sei nem sobre o que se trata esse livro, confesso. Depois de ler uma fantasia com temática egípcia eu confesso que fiquei um pouco chateada e parei de procurar por livros assim hahaha. Mas pelas quotes parece ser um livro super bem escrito, acho que vou dar uma procurada melhor nessa série! Lindas fotos

    Beijos

    Blog Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raquel, você tá bem?
      Dá uma olhadinha nessa série mesmo. O trabalho da Colleen é espetacular, ela sabe escrever sobre mitologia, as vezes você faz as pazes com fantasias desse tipo lendo eles?
      Obrigada pela visita!
      Beijinhos!

      Excluir
  2. Fotos lindas amiga! Eu prometo ser que vou ler essa série, a resenha do primeiro livro me deixou muito curiosa e até hoje não li nenhum livro dessa temática (o que é uma vergonha descabida)! Um beijo, não se revolte hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh miga, você tá pedindo que eu tome medidas drásticas quanto a essa questão de não ter lido nada dela até hoje. Ainda tem a cara de pau de me pedir pra não revoltar... Hahahaha
      Vou te sentar num banquinho e te obrigar a ler, você vai ver!

      Excluir
  3. Oi Ana, tudo bem?
    Primeiro quero dizer que as fotos ficaram incríveis, vocês são realmente muito boas!
    Eu não conheço esses livros e pela resenha parece que a história é muito interessante, não conheço nenhum livro dessa autora. Gostei muito da maneira como você explicou os motivos de não dar cinco estrelas para o livro, mesmo tendo gostado dele, é uma ideia que pretendo usar futuramente.

    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivi!
      Por aqui tá tudo bem, e por aí?
      Acho importante apontar umas falhas as vezes, sabe? Pode ser que meu texto fique tendencioso e leve quem está lendo a pensar que eu amei incondicionalmente o livro, ou que eu desgostei completamente no caso de uma classificação menor, o que não foi o que realmente aconteceu.
      Obrigada pelo carinho e pela visita!
      Beijocas!

      Excluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan