Slider

[Resenha] Em Algum Lugar Nas Estrelas, Clare Vanderpool

quinta-feira, março 22, 2018

Clare Vanderpool
Darkside, 2016, 288 páginas. SKOOB | AMAZON
Nossas vidas são todas entrelaçadas. É só uma questão de ligar os pontos.

Sinopse

EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.

Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor.

Clare Vanderpool

Obsessivo, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra, e que inspirou personagens já clássicos como o Sr. Spock (Star Trek), o Dr. House e Sheldon Cooper (The Big Bang Theory).

Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam paracasa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.

EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é uma daquelas grandes histórias que permanecem com você por muito tempo, perfeita para ler entre amigos ou passar de pai para filho. Tudo que é real pode ser uma grande fantasia ou uma coincidência inevitável. Somos muito mais que um simples desejo do acaso. Nossos caminhos vão se cruzar no primeiro semestre de 2016 nesta obra premiada com o Printz Honow Award em 2016, indicada a outra dezena de prêmios e eleita o livro do ano em dezenas de listas preparadas pelos leitores.
Às vezes, é melhor não ver todo o caminho que se estende diante de você. Deixe a vida surpreendê-lo, Jackie. Há mais estrelas por aí do que as que já têm nome. E todas são lindas.
Clare Vanderpool

O que achei

Quando descobri esse livro ele estava no seu auge e eu li muitas resenhas falando super bem do livro, falando que era a melhor leitura do ano, a leitura mais profunda da vida e tudo mais. E por esse motivo o livro entrou logo para a minha lista de desejados. Quando ganhei ele, corri para ler e... Não vou dizer que me decepcionei, só não achei essa coca-cola toda.

O livro é entendiante no início, mas pouco depois de Jack conhecer Early a história engata e a leitura ganha um ritmo bom. Porém quando eu terminei de ler fiquei com aquele sensação de "li errado, vou ter que ler de novo", já que apesar de ter gostado bastante da história, ter achado o livro interessante e tudo mais, eu não vi motivos para ser o livro mais profundo da vida ou a melhor leitura que já fiz.

Apesar de trazer alguns ensinamentos e reflexões, não achei nada de tão extraordinário como vi muita gente falando. Recomendo o livro sim! Leiam, ele é bom, só não é tudo isso que eu imaginava e por isso me senti um pouca traída por algumas resenhas...

9 comentários:

  1. Nós sempre precisamos tomar cuidado na hora de falar de um livro né amiga? Afinal, gostos são muito subjetivos. Ano passado fiz uma leitura coletiva e houve pessoas que classificaram o livro como o melhor do ano enquanto eu achei ele normal, fiquei me perguntando qual seria o meu problema hahahahaha Só uma coisa não se pode reclamar desse livro, a diagramação dele é simplesmente um tiro! Num é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amiga! Fiquei super achando que o problema era comigo nesse caso também. Como eu disse, a história é boa sim, só não consegui perceber essa profundidade e todos os ensinamentos que o pessoal fala. Talvez porque minha expectativa estava muito alta, não sei... E essa diagramação é maravilhosa mesmo viu? Nu! Se tem uma coisa que a Dona Darkside não erra nunca, essa coisa chama diagramação!!!

      Excluir
  2. Que fotos maravilhosas!! Aliás, esse livro como um todo é muito lindo, né?
    Gostei bastante da sua resenha, confesso que a história me atrai bastante, mas geralmente o preço dele não está muito favorável e eu acabo postergando a compra.
    Enfim, espero ter a oportunidade de ler e saber se ele vai me conquistar mesmo ou se eu o estou superestimando demais!

    xoxo
    www.foradocontexto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thaís!! Muito obriga pelo elogio! E sim essa edição é maravilhosa! DarkSide arrasa sempre ne?
      Olha, a história é boa sim, acho que o meu problema foi justamente superestimar o livro. Quando for ler, leia de coração aberto, mas não leia achando que é a 8ª maravilha do mundo moderno, pra não correr o risco de se decepcionar como eu...
      Beijos!!

      Excluir
  3. Oi Amanda, tudo bem?
    Eu li esse livro ano passado e fiquei apaixonada pela história, fazia alguns anos que eu não lia um livro tão inspirador quanto esse. Entendo, o motivo de você não ter gostado tanto assim do livro, acho que a história tem muito a ver com o leitor também, alguns passaram por situações que se vêem retratados na história (como eu) outros não.
    Gosto de ler resenhas como a sua, onde você expos a sua opinião e explicou com detalhes o que achou da história, sem critiar os outros que adoraram..rs!
    Gostei muito das fotos!

    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vivi!! Tudo bem e com você? Muito obrigada pelos elogios e pelo carinho que sempre deixa aqui!!
      Isso que você falou da história ter a ver com o leitor é muito real. Talvez o que tenha me faltado tenha sido isso, uma identificação maior com a história e os personagens.
      Como eu disse, gostei do livro, só não achei tão maravilhoso como as pessoas dizem, mas é sempre importante respeitar a opinião dos outros! Hoje eu não gostei de um livro que você gosta, mas amanhã pode ser que você não goste de um dos meus queridinhos e tudo bem isso. O bacana é isso! Como minha mãe sempre diz: "o que seria do azul, se todos gostassem do amarelo?"
      Volte sempre!!!

      Excluir
  4. Olá, tudo bem?! Esse livro está na minha lista de leituras que pretendo fazer esse ano, e eu estou bastante ansiosa para lê-lo. É uma pena que não tenha achado tão incrível como todos os outros, mas acho que as vezes acabamos indo com muita sede ao pote, por tanto falatório dos outros, né? Quero tentar entrar no livro com tão poucas expectativas quanto possível haha. Mesmo assim, gostei dos pontos que você falou, fora que eu amo livros onde crianças são protagonistas, lerei ele quando puder, sim! Adorei sua resenha

    Beijos

    Blog Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel!! Tudo bem comigo sim e com você?
      Acho que você resumiu tudo em uma expressão só. Realmente acredito que fui com muita sede ao pote em relação a esse livro e por isso ele não fui tudo o que esperava. Mas as vezes é bom que isso aconteça para que a gente possa aprender a controlar as nossas expectativas!
      Leia o livro sim! Acredito que você vá gostar da história, ainda mais porque gosta de livros que tenham crianças como protagonistas... mas como você mesma disse, reduza suas expectativas, para evitar cair no mesmo erro que eu!
      Obrigada pelo carinho! Um grande beijo e volte sempre!!!

      Excluir
  5. Oii Yana. Eu particularmente gostei desse livro, mas também concordo que não é o melhor livro da vida. Contudo foi o primeiro livro que li com o tema de autismo então me marcou bastante. Não li na época que todos falavam dele, talvez por isso tenha ido com expetativas baixas e gostado bastante da história. Belo post. Beijos.

    ResponderExcluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan