Slider

[Resenha] Corte de Espinhos e Rosas, Sarah J. Maas #1

terça-feira, abril 10, 2018


Galera Record, 2015, 434 páginas, SKOOB
SINOPSE

“A fome tinha me levado mais longe de casa do que eu normalmente ousava, mas o inverno era uma época difícil.”


Feyre é uma humana que vive juntamente ao pai e suas irmãs, enquanto isso usa seu arco e flecha para manter todos vivos. Afinal, depois que a família faliu, o pai ficou apático quanto à necessidade de cuidar delas, além de ter irmãs que não movem um dedo para ajudá-la nas caças ou em qualquer outra atividade que possa dar sustento.

Diante da urgência de manter a barriga de todos cheia, a personagem se aventura em uma parte muito perigosa da floresta ao mesmo tempo que caçava um cervo termina matando um lobo de olhos amarelados. O grande medo dela é que esse lobo fosse um feérico, no entanto após a morte dele, sua mente pensou nos ganhos da pele, e no quanto a comida duraria.

“Ele não tentou desviar da flecha quando ela perfurou facilmente o olho amarelado e arregalado. Cor e escuridão giraram, como um redemoinho em minha visão, misturando-se a neve. O lobo desabou no chão.”

Entretanto as coisas não ficariam tão bem assim. Depois de vender a pele do lobo e comer parte do cervo encontrado, Feyre e sua família se depararam com a invasão de outro lobo (um feérico) que exige que a caçadora se entregue para pagar pela vida do amigo morto.

Depois disso, a vida da nossa personagem muda para sempre, uma vez que agora ela vai ter que lidar como um mundo temido pelos humanos, há muito separado por uma muralha quando humanos e esses seres mágicos lutaram, os primeiros tentando se libertar da escravidão e os segundos oferecendo resistência. Feyre jamais imaginaria que o lobo tinha forma humana e era chamado de Tamlin, e muito menos sabia que as cantigas de infância contadas por seu povo não chegavam perto da realidade assustadora nas terras de Prythian, mas era hora de descobrir, e isso tinha um preço caro a se pagar.


 O QUE EU ACHEI
Esse livro é simplesmente maravilhoso!

Muitas pessoas não gostaram da Feyre, e consigo entender que o ceticismo da personagem, a força (já vista em muitas outras personagens do gênero) juntamente a burrice de algumas atitudes são de tirar do sério. Mas nesse caso, isso não fez com que eu me identificasse menos com a personagem. Talvez pensamos que agiríamos diferente porque não estamos passando pela situação louca que ela enfrenta e podemos ver além do que ela vê.

Eu gostei do fato de que a personagem não é uma moçinha ingênua em busca de um príncipe encantado, Feyre está longe disso. Ela se relaciona com o vizinho (sexualmente), mas não o ama, e quando encontra Tamlin não dá para negar que ele é o inimigo, e que se sentir atraída por  ele é no mínimo estranho, mas claro que a ligação entre os dois contraria essa regra...

O que me encantou nesse livro, é o fato de que a Sarah deixa um mistério pairando no ar desde o início da narrativa. Há quem pense que a história poderia ter sido mais rápida, mas eu discordo. Para mim, cada cena e cada conversa nos dá indícios de que algo está muito errado, mas dispomos apenas do que ela vê, então teremos que descobrir junto com ela qual é das Cortes Feéricas e o que há de tão estranho acontecendo lá.

Essa história é recheada de decisões a serem tomadas, de intrigas, de amor também (porque não poderia faltar, no entanto não foi o que mais me chamou atenção), e de muitas reviravoltas!

Gente, sério mesmo, eu poderia contar mais. Há várias resenhas por aí que se aprofundam mais no cenário feérico e revelam mais sobre esse povo sobrenatural. No entanto, eu acho que quem vai ler merece descortinar alguns detalhes sozinho. Por isso não falarei mais, só que essa história é genial e a autora arrasou!

Então é isso, meus amores! Espero que tenham gostado da resenha, um beijo da Yana!



6 comentários:

  1. Eu tenho o livro, mas só li duais paginas e depois larguei, mas agora fiquei com vontade de ler, gostei muito da sua resenha, e as fotos ficaram lindas <3

    Bjs
    http://nossoencantobl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Day, espero que você dê uma oportunidade e tente ler de novo, é um livro bem bacana, eu não esperava as coisas que eu vi lá! Beijos!

      Excluir
  2. Oi Yana, tudo bem?
    Primeiramente amei as mudanças que você fez no blog, ficaram lindas!
    Eu não tenho esse livro e apesar de já ter lido várias resenhas incríveis sobre ele, minha irmã adora-lo, a sinopse não me interessou..rs!

    Beijos e abraços
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vivi! Na verdade, quem fez esse blog brilhar desse jeito foi a Looh, fico feliz que você gostado <3 Percebi que você anda em outra vibe por agora, os young adults podem rolar em outro momento quem sabe... Beijão!

      Excluir
  3. Nem consigo encontrar palavras para descrever esse livro.
    EU FIQUEI LOUCA LENDO! Chorei- claro que eu chorei-, ri, passei medo, raiva- chegava a temer de ódio em certas partes-, apreensão e torci muito pelos personagens. A escrita da Sarah é brilhante, apenas isso! Estou morrendo pra ler Corte de Névoa e Fúria, mas juro que vou te esperar!
    Linda resenha, amora!
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  4. Oláá! Eu escuto muuita gente falar desse livro, haha. Porém eu ainda não quero pegar, porque estou com um outro livro da autora em casa, e quero ler ele antes de pensar em comprar outros dela, porque vai que eu não gosto da escrita dela, né? Gosto sempre de ter apenas um livro de tal autor pra saber se o meu estilo vai bater com o dele. Mas parece ser uma história incrível, adorei sua resenha, fiquei bem curiosa!

    Beijos

    Blog Conta-se um Livro

    ResponderExcluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan