Slider

[Resenha] A Guardiã de Histórias, V. E. Schwab

quinta-feira, junho 28, 2018

V. E. Schwab
Bertrand Brasil, 2016, 322 páginas. SKOOB.


Sinopse

Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras. Cada corpo tem uma história para contar, uma vida disposta em imagens que apenas os Bibliotecários podem ler. Aqui, os mortos são chamados de Histórias, e o vasto domínio em que eles descansam é o Arquivo. Mackenzie Bishop é uma implacável Guardiã, cuja tarefa é impedir Histórias geralmente violentas de acordar e fugir do Arquivo. Naqueles domínios, os mortos jamais devem ser perturbados, mas alguém parece estar, deliberadamente, alterando Histórias e apagando seus trechos essenciais. A menos que Mac consiga juntar as peças restantes, o próprio Arquivo sofrerá as consequências.

V. E. Schwab

O que eu achei

Primeiro preciso dizer que este foi meu primeiro contato com a escrita da Victoria Schwab e que preciso urgentemente criar vergonha na minha cara e ler mais livros dessa autora, porque fiquei completamente apaixonada pela escrita dela.

Apesar do número de páginas, é super possível ler em questão de horas, já que, como falei, a escrita ta autora é ótima.

V. E. Schwab

Eu não gosto muito de livros muito descritivos, mas A Guardiã de Histórias faz isso na medida certa. A gente se sente parte da história e fica desesperado para saber o que vai acontecer a seguir. 

O único defeito é que esse livro faz parte de uma série, mas aparentemente a Bertrand Brasil desistiu dela e não lançou ainda aqui no Brasil. Mas a história do primeiro livro acaba de forma satisfatória deixando brechas pra uma imaginada ou outra e é uma ótima oportunidade para ter um bom primeiro contato com a autora. Resumindo: recomendo muito!

5 comentários:

  1. Oi Amanda

    Sou louca pra ler esse livro, mas havia desistido porque achei que a editora não publicaria a continuação mas ontem tive a surpresa de saber que vão publicar a segunda parte agora em Julho e isso me animou muito em ler a história. Também preciso tomar vergonha na cara e ler mais livros dessa autora, ela é ótima.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Eu também nunca li nada da Victoria Schwab e assim como você, não sou muito fã de histórias descritivas... Mas essa resenha e o resumo me chamaram muita atenção, não sei porque, mas na minha mente eu imaginei a Cidade dos Ossos do universo da Cassandra Clare.
    Enfim, amei a resenha e as fotos, parece ser realmente um livro bem intenso.

    xoxo
    www.foradocontexto.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda,

    Eu não conhecia esse livro. Já vi muitas resenhas exaltando a escrita da autora, mas sobre outro livro, por isso me interessei muito e fui atrás. Estou aguardando meu exemplar para poder conhecer mais sobre a narrativa dela que é sempre super bem comentada.
    Sobre o livro resenhado confesso que fiquei meio assustada com a bizarrice da história, mas parece ser instigante.
    Ah, como é ruim quando as editoras lançam os primeiros livros e depois desistem da série/trilogia. Deixam muitos leitores curiosos e sem respostas.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda, já ouvi falar muito dessa autora, mas não li nada dela ainda. Gosto de histórias descritivas, mas sei que isso pode se tornar cansativo ao longo da leitura. No entanto, acredito que a temática dessa história é tão bizarra que a descrição se torna necessária e provavelmente vou adorar!

    ResponderExcluir
  5. Oi Amanda, V.E. Schwab arrasa né? Quero muito ler a melodia feroz que é dela também, quanto a esse livro que bom que você gostou (eu ainda não li, mas lerei em breve), sempre é uma pena as editoras demorarem para publicar a sequência já desisti de ler vários livros por não saber quando vão lançar as continuações.

    ResponderExcluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan