Slider

[Resenha] A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison, Eneias Tavares

sábado, julho 07, 2018





Editora Fantasy, 2014, 320 páginas, SKOOB | AMAZON

SINOPSE
"[...]Eram os horrores do universo humano que me oprimiam a mente embasbacada..."


Porto Alegre. Dirigíveis gigantescos dominam o céu. Abaixo, o vapor cinzento dos bondes, das fábricas e dos estaleiros ao redor soma-se à fumaça dos charutos, dos cachimbos e das cigarrilhas. Vozes robóticas, barulho de hélices e maquinários misturam-se ao alarido do povo.
De um Zepelin, desembarca Isaías Caminha, um jornalista carioca enviado à cidade para escrever uma matéria sobre o assassino em série Antoine Louison, que há poucos dias assombrava o local com um verdadeiro show de horrores - a exposição dos órgãos de suas vítimas. A aventura começa depois que o Dr. Louison, finalmente capturado e preso no hospício, desaparece misteriosamente de sua cela de segurança máxima sem deixar vestígios. Nesta busca pelo paradeiro do assassino, Isaías e um grupo de investigadores ainda vão topar com conhecidos do Dr. Louison, pertencentes a uma sociedade secreta de intelectuais, chamada Parthenon Místico, que estão dispostos a tudo para defendê-lo e desmascarar os criminosos. Esses amigos de Louison são alguns aclamados personagens da literatura brasileira, em reinvenção.

" Quantos absurdos me aguardavam naquela cidade de monstros e máquinas?"


O QUE EU ACHEI
Esse livro foi uma surpresa para mim, pois:
1) Constrói cenários reais misturados aos fictícios que remontam a história do Brasil no final do século XIX e inicio do XX.  Então, o fim da escravidão se misturará a revolução de máquinas, robôs, evolução da ciência, além da demonstração dos preconceitos da época.   

2) Os personagens chamam muita atenção! Afinal, muitos deles são personagens de grandes escritores da literatura nacional, o jornalista Isaías Caminha (do livro Recordações do Escrivão Isaías Caminha de Lima Barreto) começa a história, e o alienista mais louco do que todos do seu hospício, Simão Bacamarte (do conto Alienista de Machado de Assis), ou as mulheres mais intrigantes Leónie, Rita Baiana e Pombinha ( do livro O Cortiço de Aluísio de Azevedo).
Só que são desenvolvidos de acordo com o tempo e respeitando as características originais dadas pelos autores, só que claro Eneias Tavares desenvolveu esses personagens dando a eles, um futuro.

3) A história é instigante. Quem começa a ler, pensa que terá a mesma opinião sobre Dr. Louison durante toda história. No entanto, a narrativa vai se desenvolver e conheceremos muito bem quem são os personagens, suas motivações, seus pensamentos, e essa perspectiva vai trazer novas interpretações!

4) Um aviso para aqueles que como eu sofrem muito com o que acontece aos personagens. Há romance, muito romance. No entanto, não espere nada fofo demais. Eneias Tavares expõe o amor de forma arrebatadora, mas diferente para cada personagem e, sobretudo com um toque de realidade, nada de idealizações. Sem contar que há um toque de crueldade nesse livro, o que pode deixar o leitor um tanto quanto inquieto. Eu achei essa proposta enlouquecedora, conforme eu lia e compreendia o que viria a seguir, surgia um desespero do fundo da alma, claro que isso foi genial!

5) Nada de uma perspectiva só para história. Esta é uma marca que geralmente me ganha, afinal um personagem só contando sobre tudo pode limitar a visão que teremos da história, e com certeza nesse livro, essa característica enriquece a narrativa porque a partir de cenários vistos por outras pessoas vamos entender direitinho o que há por trás desses crimes e porque eles foram cometidos.

Enfim, esse foi meu primeiro steampunk e fiquei muito feliz por saber que darei oportunidade ao gênero com outras histórias por ter adorado a ambientação desse tipo de história. Mais feliz ainda fiquei em ter lido um steampunk nacional, ter reconhecido alguns personagens da literatura brasileira e sobretudo ter visto o desenvolvimento deles.



Já quero saber qual é o primeiro steampunk de vocês ou qual livro steampunk você pretende ler. Afinal, quero conhecer mais desse lindíssimo subgênero da ficção cientifica, me recomendem mais livros! Espero que vocês tenham gostado, um beijo da Yana.

6 comentários:

  1. Oi Yana, tudo bem? Eu não leio tanto steampunk por falta de vergonha na cara mesmo, mas acho os cenários incríveis! E só pelo título o livro em chamou atenção! Gostei da premissa, do fato de ter romance mesmo não fofo e acho que vou curtir a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Mi, eu também já ouvi falar de vários steampunk e pela primeira vez dei uma chance, o que ainda não tira minha falta de vergonha porque acho que as premissas são incríveis, acredito que haja muitos livros bons! Fico feliz que tenha chamado sua atenção, estou adorando essa de desafio literário aqui no Marshmallow para gente conhecer coisas novas. Beijo!

      Excluir
  2. Oi Yana! Adorei a resenha, mas vou dizendo que achei tudo meio bizarro em relação ao livro, começando pelo título e pela história em si. Eu nunca li steampunk, não posso dizer se gostaria do gênero e nunca li o gênero ficção científica, então não sei como me sinto em relação a esse gênero e subgênero. Gostei de saber que tu gosto do gênero, mesmo tendo sido o primeiro livro lido, isso já é um ótima sinal e, bizarrices à parte, achei a trama bem interessante.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim esse livro é bem bizarro. No entanto, por incrível que pareça gostei muito dele, eu achei que tinha uma alta possibilidade de detestar, mas me surpreendi!

      Excluir
  3. Oi, Yana! Tudo bem? Ah, eu amo um bom steampunk! Já ouviu falar em Sucker Punch? Eu amo o filme. Esse livro eu ainda não conhecia, mas achei o título inusitado.

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tony, nunca tinha ouvido falar em Sucker Punch, mas antes de responder vi o trailer e procurei saber. Fiquei curiosa, vou assistir! O título e a história são inusitados, mesmo assim ele é muito bom.Adorei! haha um abraço!

      Excluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan