Slider

Então, filosofia é chato? Justiça está aí, para dizer que não!

terça-feira, setembro 04, 2018



Justiça | Michael Sandel | 2014 | Editora Civilização Brasileira | 350 páginas | SKOOB

“Ter caráter é ter consciência das exigências (por vezes conflitantes)  que a vida nos impõe.”


SINOPSE

Quais São Nossos Deveres para com os outros como pessoas de uma sociedade livre? O governo deve taxar o rico para ajudar o pobre? O livre mercado é justo? Pode ser errado, às vezes, falar a verdade? Matar pode ser moralmente necessário? É possível, ou desejável, legislar sobre a moral? Os direitos individuais e o bem comum conflitam entre si?
 O curso Justiça de Michael J. Sandel é um dos mais populares e influentes na Universidade de Harvard. Quase mil alunos aglomeram-se no anfiteatro do campus para ouvir Sandel relacionar as grandes questões da filosofia política aos mais prosaicos assuntos do dia . Justiça oferece aos leitores a mesma jornada empolgante que atrai os alunos de Harvard. Este livro é uma exploração investigativa e lírica do significado de justiça que convida os leitores de todas as doutrinas políticas a considerar as controvérsias familiares de maneira nova e iluminada. Ação afirmativa, casamento entre pessoas do mesmo sexo, suicídio assistido, aborto, serviço militar, patriotismo e protesto, os limites morais dos mercados Sandel dramatiza o desafio de meditar sobre esses conflitos e mostra como uma abordagem mais firme da filosofia pode nos ajudar a entender a política, a moralidade e também nossas convicções. Justiça tem vida, provoca o raciocínio e é sábio uma nova e essencial contribuição para a pequena prateleira dos livros que abordam, de forma convincente, as questões mais difíceis da nossa vida cívica.

O QUE EU ACHEI

De todos os livros que eu já li, esse é com certeza o que eu mais fiz marcações. Simplesmente porque ele é incrível! Geralmente eu me sinto muito compelida a ler livros que discutem problemáticas sociais, raciais e não necessariamente precisam ser acadêmicos. Podem contar uma história sobre uma moça negra que testemunhou um assassinato (como em Ódio que Você Semeia), ou um romance de época da Julia Quinn que podem nos mostrar tranquilamente relações sociais (um tanto quanto abusivas) de um outro tempo.

Esse livro consegue englobar tudo porque a proposta dele é nos mostrar como os pensadores (que podem ser desde a antiguidade como Aristóteles até alguém do século passado como John Rawls) discutiram questões complicadas que fazem parte da nossa sociedade. Daí você pensa, poxa a leitura desse livro deve ser muito chata! No entanto, não foi à impressão que eu tive. O autor Michael Sandel usa exemplos reais (alguns super bizarros, mas que realmente aconteceram) para mostrar como nada é simples e óbvio como quando pensamos de forma superficial.



O livro está dividido em 10 maravilhosos capítulos de polêmica, sendo que o autor explica cada assunto na visão de um pensador e adicionando alguns exemplos, conhecimentos da sua vivência como professor bem como cidadão norte-americano. Todos os assuntos me despertaram à medida que eu fui lendo. Os assuntos percorrem ações afirmativas, patriotismo, ética e moral, equidade e vários outros assuntos.

E aviso! Se você pretende ler esse livro de uma hora para outra vai acabar se decepcionando. Afinal, o autor quer te ajudar a refletir acompanhando outros pensadores, tarefa que devo admitir não ser tão rápida. 

Ao longo da leitura, senti que estava em uma aula de filosofia cheia de tretas – mas sem tapas e sem pessoas destilando intolerância – gostei da forma como o autor coloca os raciocínios trabalhados aqui porque não é nada super formal, na verdade soa como uma conversa entre duas pessoas como quando algum amigo passa na sua casa para tomar café (então... você pode tomar chá, mas meu vicio não deixa eu citar outra bebida) e jogar papo fora.

Enfim, espero que vocês se desafiem a ler Justiça, e deixo aqui um momento da aula do Michael Sandel para você querer fazer direito ou filosofia na sua vida hahaha 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan