Slider

De olhos fechados - Lavínia Rocha: Belo Horizonte em uma perspectiva

domingo, outubro 21, 2018



Editora D'Plácido | 2016 | 253 páginas | SKOOB

" - Ok, estação Central até Santa Efigênia é rapidinho. Uma só. - elefalou, beijando minha testa enquanto esperávamos o metrô.
  - Mesmo? Não tinha ônibus que nos deixava lá não?
  - Deve ter, mas esse é o caminho que eu sei. Melhor não arriscar.
  - Esses belohorizontinos de hoje em dia que nem conhecem a própria cidade.
  - Minha filha, você nem sabia que da Central até a Santa Efigênia era uma estação, não pode falar de mim.
Ri, mostrando a língua."



SINOPSE:

"Ignorar é a solução" foi o que pensou Cecília quando alguns papéis começaram a surgir no seu quarto, na bolsa e nos seus livros. O que seriam aquelas ameaças e informações sem nexo? Quem estaria mandando? Como se não bastasse, a cada que os lê, uma imagem passa em sua mente. Talvez isso pudesse ser menos estranho se Cecília não fosse cega desde o dia que nasceu.
Para desorganizar ainda mais sua vida, Tiago - o garoto novo da escola - começa a balançar seu coração e a faz com que sinta o que ela jamais sentiu. Sua dificuldade agora é acreditar no que sempre tentou passar às pessoas: ser cego não é sinônimo de limitação e tristeza.
Entre os desafios do dia-a-dia e da adolescência, Cecília se vê envolvida em um mistério que pode afetar sua vida e de todos os belo-horizontinos, e ela não vai descansar até descobrir - e entender - um grande segredo do passado da cidade que os livros de História jamais ousaram contar.



" Encontrei muitos sits que se referiam à Avenida do Contorno, cliquei em um deles e comecei a ler a história. BH tinha sido planejada para existir só dentro da Avenida 17 de Dezembro, mas cresceu descontroladamente e aí passou a chamar Avenida do Contorno.
Ri sozinho, tentando imaginar o que o cara que desenhou Belo Horizonte diria se visse o tamanho da cidade agora.
Eu sabia que não tinha achado grande coisa porque a Avenida do Contorno era enorme e eu precisava de algo mais específico, mas pelo menos já era algo. Fui dormir quando olhei o relógio, eu ainda tinha aula amanhã. "
O QUE EU ACHEI
 Ah gente, que amorzinho de livro! Eu gosto muito do trabalho da Lavínia, inclusive tem resenha de Um Amor em Barcelona por aqui também. Os personagens dela são bem construidos e a história é fluida e muito gostosa de se ler, vale muito a pena conferir.
Duas coisas me marcaram bastante nesse livro:
1- O fato de a protagonista ser deficiente visual 
Ou melhor, cega, como a própria Cecília prefere ser chamada. Não conheço muitos livros que o protagonista tenha algum tipo de deficiência sensorial, para falar verdade, esse foi o primeiro que eu li assim. Não vá pensando que, por que ela não enxerga ela é a coitadinha da história, que se põe milhoes de impecílios por causa de sua limitação. Não senhor, não senhora, essa garota aqui deixa muita gente que enxerga comendo poeira, como diriam por aí.
2- A história se passar na minha cidade natal
Eu AMO de paixão Belo Horizonte! A cidade pode lá ter seus defeitos, mas mesmo assim eu gosto banstante daqui. Ler uma história ambientada aqui me trouxe uma experiência de leitura bem diferente. Estou acostumada a imaginar os ambientes, mas com esse livro, eu me via realmente nos lugares onde os personagens estavam e sentia que poderia estar ali com eles, auxiliando a resolver todo mistério e salvar minha cidade. Foi bem bacana isso!

Eu dei uma senhora sumida, mas estou de volta agora, gente!
Por hoje é só, espero por vocês na próxima semana, ok?
Estava morta e enterrada de saudades!
Beijocas!

2 comentários:

  1. Oi Ana! Tem alguns anos que li esse livro já, mas ele é meu amorzinho (inclusive, deu vontade de reler!). Eu amo demais a escrita da Lavinia e acho incrível como ela aborda temas sérios com uma fantasia e mistério Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, como vai? Eu nunca havia lido nenhuma resenha sobre esse livro, muito menos lido algo sobre ele em outros blogs e, acho isso uma pena porque a história parece ser muito interessante e envolvente. Essas histórias juvenis estão cada vez melhores e com mais profundidade e, eu fico muito feliz que os autores estejam percebendo a necessidade de falar sobre assuntos polêmicos e importantes de maneira fácil e compreensível para adolescentes/jovens. Digo isso porque, essa semana escrevi a resenha de um livro juvenil que tem como protagonista um jovem paralitico que sofre com as dificuldades de locomoção na grande São Paulo, o livro se chama "Aqui entre nós" e eu recomendo muito a leitura.

    Parabéns pela sua resenha, espero sinceramente que não desapareça de vez!
    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan