Slider

Três Documentários Que Marcaram Meu Ano

terça-feira, dezembro 04, 2018






Olá, Marshmallows, tudo bem com vocês? Estou passando hoje para falar sobre documentários que marcaram meu ano, porque não se prestaram atenção eu gosto muito de assistir alguns desses (já  fiz um post aqui antes sobre documentários para estudar [clique aqui]).


Então vamos a eles?
CAPACETES BRANCOS



Um grupo de voluntários, mais conhecidos pelo codinome de "Capacetes Brancos", se mobiliza diariamente para prestar os primeiros socorros às vítimas de ataques aéreos na Síria. A equipe improvisada é composta por enfermeiros e civis que se arriscam entre escombros recém formados buscando por sobreviventes, eles estão sempre à disposição dos cidadãos sírios e, independentemente do horário ou do local atingido, são sempre os primeiros a chegar.

O QUE EU ACHEI
Já tem um bom tempo que assisti Capacetes Brancos, e achei incrível quando os homens que fazem parte do grupo falam sobre como são treinados para salvar a vida das pessoas embaixo dos escombros, ainda que (como qualquer um) tenham seus medos, inseguranças, além de ter que se ausentar da presença da família para um bem maior. O objetivo do documentário é mostrar como acontece o resgate, mostrar a convicção desses homens ao se colocarem em risco, e evidenciar também a situação caótica da Síria por causa dessa guerra política, territorial e religiosa.


A 13ª EMENDA



Documentário que discute a décima terceira emenda à Constituição dos Estados Unidos - "Não haverá, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar sujeito a sua jurisdição, nem escravidão, nem trabalhos forçados, salvo como punição de um crime pelo qual o réu tenha sido devidamente condenado" - e seu terrível impacto na vida dos afro-americanos.

O QUE EU ACHEI

Esse documentário me marcou de uma forma sem igual! Historiadores, militantes negros e várias pessoas analisam as leis feitas desde a época do fim da escravidão negra nos Estados Unidos de maneira a mostrar que a estrutura governamental e carcerária desde aquele período ainda perpassam a  reprodução do racismo. E claro que essa propagação não para por aí, também está presente no cinema como é mostrado por O nascimento da nação (1915) em que o negro é visto como um ser bestial, agressivo e ladrão, afinal o preconceito está diretamente ligado à imagem. Bem, este documentário foi um desafio e tanto visto que toca em uma ferida muito aberta e longe de cicatrizar para provocar reflexões e mudança de atitudes.



THE STORY OF DIANA



O irmão e pessoas do círculo íntimo da princesa Diana falam sobre sua vida marcante e sobre seus conflitos pessoais, além dos detalhes que circuncidaram a morte da princesa.

O QUE EU ACHEI
Minha mãe ama  colecionar revistas sobre história, sendo que uma das personalidades preferidas dela (não sei porque) é a princesa Diana. Quando ela viu esse documentário no catálogo da Netflix acabou me chamando para assistir com ela. Eu gostei muito do documentário porque este mostra a proporção da imprensa quando o assunto é propagar alguma coisa, sem contar que a imprensa tem um papel fundamental no registro da história dessa personalidade (pelas várias fotos que tiraram dela), além da invasão da vida pessoal dela. Esse documentário me marcou por essa questão de papéis exercidos quando se está na realeza, do preço alto a se pagar pela fama, e pela vida comum (que eu estimo tanto) que foi tirada dela aos poucos até se tornar insuportável. Assista, você vai achar interessante, sobretudo se for como eu que nasceu anos após a morte dela.

Enfim, aqui está a listinha de documentários que me viraram de cabeça para baixo esse ano, deixando muitos questionamentos e lições para serem refletidas. E vocês, me indicam documentários desafiadores para o próximo ano? Um beijo da Yana.

6 comentários:

  1. Oi Yana, tudo bem?
    Antes de mais nada preciso dizer que AMO dicas de documentários. Esse ano eu quis dar mais chance para esse tipo de conteúdo que tem tanto para ensinar. Desses eu só vi The Story of Diana e gostei bastante. Já anotei a dica dos outros dois <3

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaaaa! Bom saber que você também gosta de documentários, farei mais posts em 2019! Também acho que documentários alargam nosso olhar sobre o mundo e por isso eu adoro! Bom te ver por aqui, beijo!

      Excluir
  2. Olá!
    Nossa, eu adoro documentários, mas quando termino algum sempre bate uma crise existencial e nem sei o motivo haha Não conhecia Capacetes Brancos e A 13° Emenda, mas me parecem bem pesados. Achei bem interessante e eu espero ter a oportunidade de ver. São assuntos delicados e tristes.
    Adoro história da Diana, já viu as teorias da conspiração? Eu amo haha
    Gostei das indicações!

    Beijos!
    our-constellations.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm acontece isso mesmo. Teve um documentário Audrie & Daisy que eu chorei igual criança e fiquei com raiva também, documentários tem esse poder de mudar coisas dentro de nós, isso é surpreendente! Menina, minha mãe adora teorias da conspirarão em relação a Diana,daí eu sei algumas coisas. Ela colecionava até fotos de revista dela, acredita? hahahaha Que bom que gostou das indicações, um beijo!

      Excluir
  3. Não conheço nenhum dos três, mas achei muito interessante, principalmente o de Diana porque adorava ela. Esse primeiro dos capacetes brancos quero assistir o quanto antes. Parece emocionante os relatos..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Monique. Eu espero que você goste, são muito bons! Beijo <3

      Excluir

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan