Slider

8 Protagonistas de Livros que Marcam Representatividade Feminina - Especial Dia da Mulher

sexta-feira, março 08, 2019


Olá, pessoas, tudo bem? Estamos aqui hoje para falar sobre um assunto para lá de importante, que é o Dia Internacional da Mulher, nesse lindíssimo dia 08 de março. Fato que é, apesar das muitas comemorações que presenciamos nesse dia, ainda precisamos de debater sobre o espaço da mulher na sociedade, e claro sobre o que precisa melhorar! Por isso, trago aqui hoje, algumas personagens de livros trazidas ao mundo pelas suas respectivas autoras (ou autores) exatamente para demarcar a importância da mulher (seja onde ela estiver). Vamos conhecer?



STARR CARTER


Starr Carter é a moça negra que presenciou um assassinato, e por ser mulher negra, vai ter que conquistar sua voz, sua identidade e seu espaço em um mundo em que ela não tem local de fala. O livro é emocionante exatamente porque evoca a necessidade de discutir a luta negra e também o embate que a própria protagonista precisa combater para ser ouvida. Para saber mais, clique aqui na resenha.

WILLOWDEAN DICKSON



Willowdean Dickson me conquistou de vez. Ela - com certeza - representa a abordagem de um tema que todas as mulheres já se questionaram na vida. Em Dumplin a autora traz o questionamento do bem estar de cada uma de nós com nosso corpo, porque isso não só afeta a nossa autoconfiança, mas também os nossos relacionamentos, nosso trabalho e nossa vida de forma geral. Will veio para nós mostar que podemos ir além de esteriótipos, pensamento alheio, porque esta mais relacionado com identidade e propósito de vida (definidos por nosso próprio olhar de nós mesmas.)do que com o olhar alheio sobre nós. Olha a resenha dançando aqui

ALINA MEDEIROS



Para entrar nessa lista maravilhosa, temos também Alina Medeiros, personagem do livro Boa Noite da Pam Gonçalves. Alina é uma jovem universitária cursando Engenharia da Computação - um curso predominantemente masculino - e com certeza a autora questiona esse meio em que Alina é discriminada pelos alunos - até mesmo por alguns professores - pelo simples fato de ser mulher. Pode uma coisa dessa no século XIX? Infelizmente mais do que imaginamos, acho que Alina nesse contexto representa a nossa luta constante por dizer que podemos estar no lugar que quisermos ainda que seja necessário a conscientização disso em nossa sociedade! Quer ver a resesenha? Clique aqui.

PONCIÁ VICÊNCIO


Ainda não conheço essa história. Mas sabe aquela coisa: Não conheço, mas considero pakas? Então hahaha é mais ou menos por aí. Já ouvi várias resenhas desse livro - e de outros da linda da Conceição Evaristo - e sei do que se trata esse livro. Ponciá Vicêncio é o retrato feminino das vivências dolorosas, da profundidade das discussões raciais e identitárias presentes no cotidiano. Amo de paixão histórias que abordam o assunto, ainda que muitas vezes estas me deixem em frangalhos. Pode deixar que vai ter resenha assim que eu ler <3


ELIZABETH BENNET 



Para alguns, Jane Austen se trata apenas de "literatura de mulherzinha" demonstrando preconceito até mesmo na forma de evocar o livro. É muito importante saber que na época de Austen, o casamento era uma instituição muito mais marcante do que hoje, e a mulher tinha voz zero nesse momento histórico. Elizabeth vem para contrapor as convenções sociais da época porque - ao contrario do que se pensava - era uma mulher culta, decidida a falar exatamente o que pensava, e apresentava coerência ao revelar seus pensamentos. Por isso, ela precisa estar na lista de hoje!

CAPITÃ MARVEL


Você pode dizer: Sério, Yana? Super heroína? Bem, é importante de dizer que as mulheres são retratadas de forma bastante idealizadas e hipersexualizadas nos quadrinhos - porque até certo momento eram mais homens que produziam as HQ's que conhecemos. No entanto, Capitã Marvel mostra a importância de nos encontramos como pessoa para que possamos entender o que queremos fazer com nossas habilidades e pelo que vale a pena lutar, sobretudo quando nos dizem que não somos suficiente. Assiste o filme - sem julgar a história de super herói da Marvel - que tu vai pegar a mensagem. haha

PAOLA 


Paola quase foi morta pelo marido e perdeu não só uma parte do seu rosto após um grande trauma mas perdeu quase uma parte da alma. Nesse livro, Sofia Silva expõe as dores e as dificuldades da mulher vítima de abuso, além de abordar a reconstrução dessa personagem por meio da pintura, da Sol e do André. É um livro poético, maravilhoso, recomendo a todos. Clique aqui para ver a resenha.

DANA 


Octavia Butler é a dama da ficção científica contada por voz negra, e por isso quando Dana fica nauseada em sua casa e vai parar em meio na Maryland pré-Guerra Civil é o momento da personagem abrir os olhos para uma realidade que a impacta, e também nos impacta porque somos levados por uma imersão sobre o papel da mulher negra na sociedade de hoje e da época para qual a personagem voltou. Clique aqui para ler a resenha.

Então pessoas lindas, eu fico por aqui com essa listinha marota, e espero suas recomendações. Quem você colocaria nessa lista? Um beijo da Yana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan